1 de novembro de 2010

Os Problemas que a Presidente DILMA vai ter que resolver no RIO DE JANEIRO.


• Ninguém desceu do morro pra dizer a verdade igual o Bezerra! Os "mcs" de hoje não cantam nada, os pagodeiros de hoje não dizem nada. O morro hoje não tem mais voz, se calou com o Bezerra, o Rio de Janeiro perdeu seu porta voz quando a morte levou o Bezerra pra levar um sambinha lá no céu!

• Pergunta:Porque a grande maioria dos policiais cariocas só entram nas favelas e morros daqui com armas não-oficiais?Só por curiosidade mesmo...Depois os bandidos são os moradores..Bandido que não respeita morador trabalhador na favela perde até a vida! Os piores bandidos usam fardas e colarinhos!Amigo Bezerra..Vc faz falta!

• E não sai no Jornal mesmo,eterno amigo!E aqui,a polícia continua largando o dedo nas crianças e moradores da favela,dão tecos e nem as crianças respeitam mais.E qdo morre trabalhador,ou põem a culpa nos bandidos ou põe a arma na mão do trabalhador que está estirado no chão,crivado de balas,muitas vezes com a marmita na mochila..E bandido come marmita onde?!


Os Compositores do morro são analfabetos duas vezes Segundo Bezerra da Silva

Alemanha abre investigação para saber das Armas encontradas no Rio de Janeiro

O Departamento de Interior da Alemanha anunciou que vai fazer uma investigação para determinar a procedência de 2.113 armas fabricadas naquele país, apreendidas nos últimos 50 anos, no Rio de Janeiro.
A iniciativa alemã é uma resposta à solicitação do governo do estado do Rio de Janeiro, que, em parceria com o Viva Rio e o Exército brasileiro, tem promovido a captura e a destruição de armas ilegais.

Em julho de 2002, a ex-governadora Benedita da Silva reuniu 19 cônsules de países fabricantes das armas apreendidas e nações vizinhas do Brasil, em cujas fronteiras é intenso o contrabando de armas, em um ato público que contou com o apoio das Nações Unidas (Centro Regional para a Paz, Desarmamento e Desenvolvimento na América Latina e Caribe), da Organização dos Estados Americanos (OEA) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O ato foi marcado também pela destruição de 10 mil armas apreendidas em 1997, já que a lei brasileira não permite a destruição de armas apreendidas há menos de cinco anos.

Na ocasião, cada cônsul recebeu a lista das armas produzidas em seu respectivo país, e apreendidas na ilegalidade pela polícia entre 1950 e 2001. As listas foram produzidas pelo Viva Rio a partir da análise de um banco de dados de 224.584 armas apreendidas e estocadas pela polícia do Rio de Janeiro. Elas informam o país de fabricação, nome ou modelo, calibre, tipo, fabricante e número de série.
**

Leia aqui:

7 comentários:

Paulo Roberto Brandão disse...

Marivan
(www.radiopentecostal.blogspot.com)

comentou segundos atrás
A presidente Dilma Rousseff e o presidente Lula construiram uma coalização política poderosa.

Maioria no Senado.

Maioria da Camara.

Maioria dos governadores.

Além de fazer o sucessor, Lula teceu, ponto por ponto, a aliança com o PMDB e os partidos da esquerda para formar esse conjunto político que pode mudar o Brasil significativamente.

Não só manter controle do pré-sal e da Petrobrás (a maior vitoria de Lula !).

Não só uma Ley de Medios e a democratização da informação.

Uma reforma tributária.

Uma reforma política.

Além de montar os mecanismos que aprofundem a educação dos mais pobres .

Dilma pode fazer o Brasil seguir mudando.

Sem o gerundio, pode fazer, sim, uma mudança profunda.

Poucos presidente desfrutaram de uma coalização tão ampla.

É um patrimônio político respeitável.

Paulo Roberto Brandão disse...

Beth Muniz
(blogdabethmuniz.blogspot.com)

comentou segundos atrás
O Brasil não é só o Rio de Janeiro, minha terra.
O que o Lula fez lá a Dilma vai continuar fazendo sem baixar a cabeça e falar fino. Não me venham, eles, dizer como governar o Brasil. Dilma sabe.
Viva o Exército brasileiro sim, mas, sem ditadura e tortura.
Enfim, o Brasil tem uma Presidenta: A primeira em mais de 500 anos.
E que presidenta!
Em 2002, a elite e burguesia midiática, financeira e alguns setores artísticos, aliada aos pequenos burgueses ideologicamente conservadores, disseram que se o Lula fosse eleito o país iria à “banca rôta” da economia, pois todos os investidores iriam levar os seus capitais para o exterior e a economia iria afundar.
Não faltou nem mesmo uma “musa” para falar em nome dos “oprimidos”: A eterna “mocinha" da Rede Globo, Regina Duarte. Mas, afinal, a ESPERANÇA acabou derrotando o medo.

Nestas eleições, foi à vez das baixarias. Adjetivos como: terrorista, fanchona, assassina, atéia, fantoche do Lula, despreparada, assaltante de bancos na época da ditadura e aliada das FARC.
Dilma venceu
Venceu com 56,05%, com uma diferença de mais de 12 milhões de votos sobre o seu adversário. Este é o dado fundamental, pois demonstra claramente qual o foi melhor projeto político escolhido para governar o Brasil nos próximos quatro anos.
Dilma venceu para acabar com as senzalas, o trabalho escravo, para que tenhamos mais crianças nas escolas, jovens nas universidades, para que o Brasil continue sendo respeitado frente às grandes economias mundial, para que os brasileiros que estão fora do país não se sintam desamparados, e sobre tudo, para calar a boca de uma elite conservadora, que de DEMdemocrata só tem o discurso.
Dilma venceu para que uma determinada população, que sempre foi excluída pelos governos anteriores ao do Lula, possa continuar garantindo o seu direito à cidadania, e que outras mais possam ser incluídas.
Dilma venceu porque sempre foi uma candidata real e nunca se omitiu do seu papel histórico, inclusive da relação com o presidente Lula e o PT. Neste sentido, Dilma foi sincera o tempo inteiro e fiel aos seus ideais.
Dilma venceu para falar de igual para igual com as grandes potências econômicas, e estabelecer a solidariedade com os demais povos. Para que o Brasil definitivamente faça parte do Mapa Mundi real, sem subserviência política e econômica.
Dilma venceu para continuar às realizações do governo Lula. Venceu para que o Brasil continue a ser UM PAÍS DE TODOS.
Dilma venceu para quebrar tabus. Para incluir nos dicionários a palavra PRESIDENTA. A PRIMEIRA EM MAIS DE 500 ANOS DA NOSSA HISTÓRIA.
Dilma venceu para quebrar barreiras de gênero e colocar as mulheres no centro da história e das decisões políticas.
Não resta a menor dúvida de que quem sai fortalecido é o Estado de Direito Democrático, construído à custa de vidas e sangue de alguns brasileiros que lutaram contra a ditadura militar, para que no dia de hoje pudéssemos exercer o livremente direito de opinião e voto. Dilma foi uma dessas pessoas. E coerente com a sua trajetória política de vida, Dilma não fugiu à luta.
Portanto, hoje, assim como em 31 de outubro de 2.010, mais uma vez, a esperança venceu o ódio e as baixarias.
E é por isso, que hoje é um lindo dia, de muitos que virão, no Brasil e em Brasília!

Paulo Roberto Brandão disse...

Beth Muniz
(blogdabethmuniz.blogspot.com)

comentou segundos atrás
O Brasil não é só o Rio de Janeiro, minha terra.
O que o Lula fez lá a Dilma vai continuar fazendo sem baixar a cabeça e falar fino. Não me venham, eles, dizer como governar o Brasil. Dilma sabe.
Viva o Exército brasileiro sim, mas, sem ditadura e tortura.
Enfim, o Brasil tem uma Presidenta: A primeira em mais de 500 anos.
E que presidenta!
Em 2002, a elite e burguesia midiática, financeira e alguns setores artísticos, aliada aos pequenos burgueses ideologicamente conservadores, disseram que se o Lula fosse eleito o país iria à “banca rôta” da economia, pois todos os investidores iriam levar os seus capitais para o exterior e a economia iria afundar.
Não faltou nem mesmo uma “musa” para falar em nome dos “oprimidos”: A eterna “mocinha" da Rede Globo, Regina Duarte. Mas, afinal, a ESPERANÇA acabou derrotando o medo.

Nestas eleições, foi à vez das baixarias. Adjetivos como: terrorista, fanchona, assassina, atéia, fantoche do Lula, despreparada, assaltante de bancos na época da ditadura e aliada das FARC.
Dilma venceu
Venceu com 56,05%, com uma diferença de mais de 12 milhões de votos sobre o seu adversário. Este é o dado fundamental, pois demonstra claramente qual o foi melhor projeto político escolhido para governar o Brasil nos próximos quatro anos.
Dilma venceu para acabar com as senzalas, o trabalho escravo, para que tenhamos mais crianças nas escolas, jovens nas universidades, para que o Brasil continue sendo respeitado frente às grandes economias mundial, para que os brasileiros que estão fora do país não se sintam desamparados, e sobre tudo, para calar a boca de uma elite conservadora, que de DEMdemocrata só tem o discurso.
Dilma venceu para que uma determinada população, que sempre foi excluída pelos governos anteriores ao do Lula, possa continuar garantindo o seu direito à cidadania, e que outras mais possam ser incluídas.
Dilma venceu porque sempre foi uma candidata real e nunca se omitiu do seu papel histórico, inclusive da relação com o presidente Lula e o PT. Neste sentido, Dilma foi sincera o tempo inteiro e fiel aos seus ideais.
Dilma venceu para falar de igual para igual com as grandes potências econômicas, e estabelecer a solidariedade com os demais povos. Para que o Brasil definitivamente faça parte do Mapa Mundi real, sem subserviência política e econômica.
Dilma venceu para continuar às realizações do governo Lula. Venceu para que o Brasil continue a ser UM PAÍS DE TODOS.
Dilma venceu para quebrar tabus. Para incluir nos dicionários a palavra PRESIDENTA. A PRIMEIRA EM MAIS DE 500 ANOS DA NOSSA HISTÓRIA.
Dilma venceu para quebrar barreiras de gênero e colocar as mulheres no centro da história e das decisões políticas.
Não resta a menor dúvida de que quem sai fortalecido é o Estado de Direito Democrático, construído à custa de vidas e sangue de alguns brasileiros que lutaram contra a ditadura militar, para que no dia de hoje pudéssemos exercer o livremente direito de opinião e voto. Dilma foi uma dessas pessoas. E coerente com a sua trajetória política de vida, Dilma não fugiu à luta.
Portanto, hoje, assim como em 31 de outubro de 2.010, mais uma vez, a esperança venceu o ódio e as baixarias.
E é por isso, que hoje é um lindo dia, de muitos que virão, no Brasil e em Brasília!

Ana Cavalcantti disse...

Robertooooooooooo
passei só pra pegar seu banner, te seguir com meu blog novo e mandar vc trocar meu baner hahahah....se viraaaaaaaaaa rs...!!!!
Vai na minha casita novaaaaaa !!!

Muitas novidades rs

Beijos

Ana Cavalcantti disse...

Robertooooooooooo
passei só pra pegar seu banner, te seguir com meu blog novo e mandar vc trocar meu baner hahahah....se viraaaaaaaaaa rs...!!!!
Vai na minha casita novaaaaaa !!!

Muitas novidades rs

Beijos

Ana Cavalcantti disse...

Credo..eu que tava ausente e vc que desapareceeeeeeeeeee !!!!!!!!!
Afffffffff

Sonhos de Rebbecca disse...

saudações Sr, espero q o Sr esteja bem, fazendo uma visita nesse lindo blog felicidades bjos no coração Anna Rebbecca