13 de março de 2012

Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento...


Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento...

Uma pessoa é enorme para ti, quando fala do que leu e viveu, quando te trata com carinho e respeito, quando te olha nos olhos e sorri.

É pequena para ti quando só pensa em si mesma, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade, o carinho, o respeito, o zelo e até mesmo o amor.

Uma pessoa é gigante para ti quando se interessa pela tua vida, quando procura alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto contigo. E pequena quando se desvia do assunto.

Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma.

Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos da moda.

Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas.

Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. O nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.

Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente torna-se mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande... é a sua sensibilidade, sem tamanho...

William Shakespeare

11 de março de 2012

Pensão para gestante é lei, mesmo no pré Natal mesmo depois do divórcio.

Nesta quinta feira (06) entrou em vigor a lei que permite à gestante entrar na Justiça para garantir direito de receber pensão do pai da criança para custear gastos adicionais decorrentes da gravidez, como por exemplo as despesas com parto e assistência médica.

E não é só isso, a lei permite que outras despesas como exames complementares, alimentação especial, assistência psicológica, internações e medicamentos. Os valores devem ser determinados na proporção dos recursos dos pais, a exemplo da pensão alimentícia.

Para ter direito à pensão, a gestante deve indicar as circunstâncias em que a concepção ocorreu, apresentar um exame que comprove a gravidez e expor suas necessidades. Depois disso a futura mãe deverá apontar o suposto pai, sua qualificação e quanto ganha aproximadamente.

No caso do possível pai questionar as informações fornecidas pela gestante, o juiz vai ouvir algumas testemunhas e poderá solicitar um exame para comprovar a paternidade.
Hoje em dia se fala muito em meninas que ficaram grávidas na adolescência, e pouco se fala sobre Pai adolecente...
Uma gravidez não planejada, e agora?
Antigamente falavam muito uma frase grotesca e machista: "Prendam suas cabras que meu bode ta solto"
Mais com a evolução dos tempos e das leis, já não é bem assim que funciona, eu mesma fui mãe no fim da minha adolescência, e de lá pra cá já mudou muita coisa, hoje a gestante tem direito de exigir pensão do suposto pai desde a gestação, o pai da criança para custear gastos adicionais decorrentes da gravidez, como por exemplo as despesas com parto e assistência médica.

E não é só isso, a lei permite que outras despesas como exames complementares, alimentação especial, assistência psicológica, internações e medicamentos. Os valores devem ser determinados na proporção dos recursos dos pais, a exemplo da pensão alimentícia.
Para ter direito à pensão, a gestante deve indicar as circunstâncias em que a concepção ocorreu, apresentar um exame que comprove a gravidez e expor suas necessidades. Depois disso a futura mãe deverá apontar o suposto pai, sua qualificação e quanto ganha aproximadamente.
No caso do possível pai questionar as informações fornecidas pela gestante, o juiz vai ouvir algumas testemunhas e poderá solicitar um exame para comprovar a paternidade.
Após o nascimento da criança, o valor da pensão continuará o mesmo até que o pai ou a mãe solicite sua revisão. Essa leio veio para os meninos tivesses também a consciência de que uma gravidez indesejada terá consequencias a eles também, portanto a sociedade irá educar seus filhos com uma visão menos machista e mais consciente, mesmo porque caso o pai não tenha condição financeira em pagar pensão os avós paternos que terão que pagar a pensão.

5 de março de 2012

Pai espanca menor que brigou com seu filho adolecente e foi condenado a 57anos de prisão


Gary Johnson desmaiou ao ouvir veredicto; pena mínima deve ser 10 anos.
Polêmico vídeo postado na web em 2011 mostra agressões na Flórida.
Um americano foi condenado e deve passar ao menos 10 anos na prisão após aparecer em um vídeo na web espancando um adolescente de 16 anos no jardim de casa em Palm Bay, na Flórida. O jovem havia se envolvido em uma rixa com o filho dele.
Gary Johnson, de 35 anos, desmaiou na corte após ouvir o veredicto do júri, que colocou a sentença em até 57 anos na prisão. No entanto, tanto os advogados dele quanto os próprios promotores acreditam que ele deva pegar uma pena mínima de 10 anos encarcerado, de acordo com o site da Fox News. Mídia americana repercutiu as fortes cenas no ano passado (Foto: Reprodução/Youtube)
A "luta" entre ele e o adolescente em 17 de agosto do ano passado teve origem após a vítima se envolver em uma rixa com o filho de Johnson, na rua de casa. O pai acabou interferindo.
A acusação afirmou que em nenhum momento o pai tentou parar a luta entre os dois adolescentes, mas os incentivou. O vídeo gravado em seguida mostra o pai e o adolescente discutindo no quintal de casa e iniciando a briga, que termina em um claro espancamento.
"Eu estava cheio de adrenalina", disse o jovem ao tribunal na quinta-feira (1º), véspera da decisão do júri. A surra o deixou com dentes quebrados, de acordo com a reportagem do "Daily Mail".
A defesa tentou convencer a corte de que o adolescente teve o que merecia após desrespeitar e peitar o homem. Johnson alegou que se envolveu na rixa do filho porque o outro jovem o estava atacando por trás de maneira injusta.

http://g1.globo.com/mundo/noticia/2012/03/apos-espancar-filho-adolescente-em-luta-homem-recebe-pena-de-57-anos.html