11 de setembro de 2010

Palhaços da vida

§ ESCOLHA VOCÊ O TEMA DE SUA VIDA §
AMADO PÚBLICO.. SENHORAS E SENHORES..EIS QUE LHE APRENSENTO...
O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA...
A MINHA. A SUA... A NOSSA VIDA

UMA VEZ OUVIR DIZER QUE OS PALHAÇOS NA SUA MAIORIA SÃO TRISTES POR BAIXO DAS PINTURAS, SUA TRISTEZA SE PERDE NOS SORRISO DE OUTROS E ASSIM SE ALIMENTA UM POUCO DESSE SENTIMENTO CHAMADO FELICIDADE.
DANÇA E RI QUANDO O CORAÇÃO ESTA TRISTE, MAS ESSE É SEU PAPEL FAZER A ALEGRIA FLORESCER, NASCER MESMO QUE POR MINUTOS, OU COM BALDE DE PAPEL PICADO ATIRADO COMO AGUA EM ESPECTADORES INOCENTES.
ASSIM SOMOS NÓS, PALHAÇOS DE NOSSO PROPRIO PICADEIRO CHAMADO VIDA, VIVEMOS SORRINDO QUANDO QUEREMOS CHORAR E FINGIMOS SERMOS LIVRES QUANDO SENTIMENTOS NOS PRENDEM.
SOMOS LAGRIMAS DE POESIAS NÃO TERMINADAS. NADA MAIS
BY ARCANJO®

"De tanto ver triunfar as Nulidades, de tanto ver prosperar uma desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega uma desanimar da virtude, a rir-se da honra, de ter vergonha de ser honesto. ``Cleide Canton``

3 comentários:

ROBERTO BRANDÃO disse...

RESPEITÁVEL PÚBLICO BOA NOITE...

Assim começava o espetáculo no circo, e os palhaços entravam dirigindo o carro que desmontava todo, soltando fumaça, alegrando adultos e crianças, estes profissionais da alegria sempre tiveram o dom de nos entreter com suas palhaçadas e irreverências, quem um dia nunca foi convidado a ir no palco de um circo para sentir de perto a emoção que sente, um artista circence estando no picadeiro. Notaram como o apresentador do circo nos chamava quando o grande espetáculo ia começar? "Respeitável Público" pois é, nós éramos respeitados debaixo daquela lona colorida, apesar de pagarmos por isto, mas sabíamos que teríamos o prazer garantido e ficaríamos satisfeitos em assistir ao espetáculo, diferente de hoje, quando pagamos os impostos mais altos do mundo e não temos nada, a nós só o silêncio, a indignação e a omissão, sem esquecer do sorrizinho tosco no rosto das pessoas, quando falam de suas tragédias, tudo ficou banalizado e até as piadas perdem a graça, porque rir de tudo não é que seja engraçado, é sinal de desespero.

No Brasil de hoje, vivemos debaixo de uma grande lona a da impunidade, e nós trabalhadores honrados e honestos estamos sendo feitos de palhaços, nunca na história do mundo, nem na época dos reinados e feudos, um povo foi tão roubado e o seu suor arrancado as forças, como estamos sendo hoje em dia no Brasil, com as políticas que perpertuam-se por mais de 500 anos e a subservência ao REI, que mais parece com aquele palhaço que vive bêbado e mentindo, para poder enganar o povo sendo o "expertinho" que nos fazia rir de tudo, até mesmo das merdas que falava ou fazia, hoje, infelizmente, achamos graça da nossa própria desgraça, nos indignamos ao ver as obras do PAC estagnadas, superfaturadas e cheias de irregularidades, o que nos leva a crer que esta nomeclatura PAC quer dizer Pão, Água e Circo de fato.

ROBERTO BRANDÃO disse...

Nos dias de hoje, um palhaço é um ator ou comediante cuja intenção é divertir o público através de comportamento e maneirismos ridículos. O local de trabalho mais comum dos palhaços é o circo, mas também podem trabalhar em palcos, teatros, rodeios, nas câmaras legislativas, no Senado, no Congresso, no Judiciário, na Presidência ou como simples apresentadores de rua ou da televisão. Tipicamente, usam sapatos grandes, roupas largas ou em tons berrantes, com cores brilhantes e em padrões não usuais, ou cheias de remendos. Porém, no Brasil de hoje, os Palhaços estão usando colarinho branco, com meias folgadas, cuecas bem largas e ternos cheios de bolsos para melhor esconderem a propina, e não a velha buzina, mas lhes falta o detalhe importante em suas caras, o nariz vermelho, uma vez que pagamos os mais altos impostos para não termos nada, mas o sorrizinho tosco diante das câmeras tem que haver, para podermos achar graça de nossa própria desgraça.

Ana Cavalcantti disse...

Oi Roberto !
Nossa ...fiquei sem folego ...eitaaaaaaaaa !
Tirei o chapéu pra vc !!!
Não defendeu partidos, nem candidatos...fez um grito de socorro e de alerta pra ninguém botar defeito !
Ótima comparação ... e o que revolta é que se não houvesse público não haveriam palhaços e para completar pagamos bem caro para assistir esse show !
Se cada um de nós, no mínimo, nos interessássemos mais em lutar pelos nossos direitos garantidos ...o espetáculo podia ir diminuindo...mas enquanto ficarmos esperando para ver onde vai parar, os palhaços "enobrecem" !!!
Beijos !!!!!!!!!!

Roberto eu coloquei vc na minha listinha de 10 blogs queridos no meu ultimo post !! Ebaaa rs !!