13 de junho de 2010

Polícia investiga se advogada achada morta foi levada para cativeiro


http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2010/06/policia-investiga-se-advogada-achada-morta-foi-levada-para-cativeiro.html
Policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investigam a possibilidade de a advogada Mércia Nakashima ter sido levada para um cativeiro antes de ser morta. Eles ouviram neste sábado (12) pessoas que afirmam ter visto a vítima ao lado de seu ex-namorado Mizael Bispo dos Santos, principal suspeito pela morte de Mércia, perto de uma favela, na periferia de Guarulhos.
Segundo o delegado que cuida do caso, Antônio Olim, Mércia deve ter ficado uma semana escondida em algum lugar antes de ser morta. "Ela ficou em algum lugar com mais gente envolvida e ela foi morta em outro domingo. Foi jogada naquele local como foi visto por um pescador", disse Olim.

saiba mais
• Advogada Mércia Nakashima é sepultada sob gritos de 'justiça'
• 'Foi alguém que queria acabar com ela', diz mãe de advogada morta
• Corpo encontrado em represa é de advogada desaparecida, diz polícia
• Ex-namorado é principal suspeito por sumiço de advogada, diz delegado

Na sexta-feira (11) investigadores apreenderam dois pares de sapato e uma camisa rasgada na casa de Mizael. A perícia vai analisar amostras de terra encontradas no tapete do carro dele e nos sapatos apreendidos. Essas amostras serão comparadas com outras recolhidas na represa onde o corpo de Mércia foi encontrado. A polícia espera descobrir se Misael esteve lá.
Mércia Nakashima, de 28 anos foi encontrada morta na sexta-feira dentro de uma represa em Nazaré Paulista. Ela estava desaparecida desde 23 de maio, mas a polícia acredita que não tenha sido assassinada uma semana depois. Pelo estado em que o corpo foi encontrado, os legistas suspeitam que a morte ocorreu no máximo há

Um comentário:

ROBERTO BRANDÃO disse...

Nossa existência lembra o riacho...
Buscando o mar.
Surgem pedras... Barreiras e obstáculos.
Riacho inteligente, contorna...
Assimila... Passa por cima... Passa por baixo...
Sempre encontrando um jeito de prosseguir...
Porque o mar chama... Convida.
Porque o mar é seu endereço final.
Riacho bobo FICA rodeando a pedra...
O desafio... A barreira.
O Rio atinge suas metas, porque
Aprende a superar dificuldades.
Continuar navegando é...
Perseverar... Quando a maioria desiste.
É sulcar as águas, quando outros já ancoraram.
É chutar longe a tristeza, fazendo
Um pacto sagrado com a Paz.
Continuar navegando é...
Construir templos de fraternidade,
Com as pedras que jogam em nossos telhados.
É suar a camiseta, quando a maioria
já saiu de campo.
É recomeçar, cada dia,
Mesmo que seja sobre ruínas e cinzas.
Fixando as flores, esquecendo OS espinhos.
Fazendo DA vida uma oração.
Continuar navegando é...
Falar palavras mansas...
Florir ternura... Onde outros praguejam.
É Dar voto de confiança, onde a maioria
descrê e se acovarda.
É divinizar o humano e espiritualizar o terreno,
Pendurando sorrisos de alegria e gratidão
até nos galhos secos do cotidiano.
É retornar às fontes DA simplicidade...
Cultivando o silêncio como se fosse um oratório.
Sempre e em tudo...
Com a profunda vontade de SER....
CANTAR... CRESCER...QUE DEUS ABENÇOE A FAMILIA QUE PERDEU ESTA JOVEM..
SERVIR e AMAR
OBRIGADO POR SUA VISITA.