9 de janeiro de 2010

PESCARIA EM ALTO MAR , TEM Q/ SABER O TEMPO , A PRESSÃO , VENTOS A PROFUNDIDADE , AS CORRENTES MARITIMAS P/ ISSO TEM QUE SER ACOMP/ P/PROFISSIONAIS.

http://www.amberjack.com.br/**33.htm


AmberjacK Pesca Esportiva
Capt. Yukio Guaruja SP - 13 7808-5342 / 55*84*16157Salvador BA - 71 9980-0176E-mail: yukio@amberjack.com.brMSN: yukio_amberjack@hotmail.com

© 2007 Toshi InformáticaPescador morre após ser atingido por raio
Avalie 1 2 3 4 5 .
not-231466-1not-231466-2not-231466-3not-231466-4not-231466-5.Obrigado por avaliar.
Redação
redacao@odiariomaringa.com.br Um pescador morreu e outras três ficaram feridas na manhã de anteontem, em Iguape, no litoral sul de São Paulo, após serem atingidos por um raio. Segundo testemunhas, os pescadores estavam se preparando para pescar, na praia da Barra do Ribeira, próximo à Foz do Rio Ribeira, quando foram surpreendidos por uma forte chuva seguida de trovões.

Um dos raios atingiu o barco onde estavam. Antonio Gomes Pinto, de 51 anos, morreu. Os outros três pescadores foram socorridos e levados para o Hospital Regional de Pariquera-Açu. Dois deles sofreram apenas pequenas queimaduras e já receberam alta. Uma terceira vítima da tragédia foi transferida em estado grave para um hospital em São Paulo.Tragédia no Mar
Falta de peixe atrai tubarão até a praia
Oceanógrafos e pescadores de São Sebastião afirmam que animal sai do alto mar para buscar alimento
São Sebastião
A pesca indiscriminada no Litoral Norte, que está reduzindo a quantidade de peixes na região, pode levar os tubarões-tigre a se aproximar da praia em busca de alimento. Essa é uma das hipóteses para explicar um possível ataque de tubarão a um turista em São Sebastião no último domingo, segundo oceanógrafos e pescadores ouvidos ontem pelo ValeParaibano



***********************************************************************************************************************************http://www.amberjack.com.br/lanchas/aj_33.htm


AmberjacK Pesca Esportiva
Capt. Yukio Guaruja SP - 13 7808-5342 / 55*84*16157Salvador BA - 71 9980-0176E-mail: yukio@amberjack.com.brMSN: yukio_amberjack@hotmail.co
****** A LUA NA INFLUENCIA DE UMA BOA Pesca

A influência da Lua no mar é visível: são as marés. A importância da Lua existe tanto para a pesca em alto mar, como nos rios ou em lagos.

Na Lua nova existe uma falta de luminosidade lunar que faz com que os peixes fiquem no fundo das águas, período neutro.

Na Lua crescente a luminosidade ainda é pequena e são pouco os peixes que sobem a superfície, período regular.

Na Lua cheia a luminosidade é intensa, fazendo com que os peixes sejam atraídos para a superfície e provocando também um aumento de seu metabolismo e portanto de seu apetite, período ótimo.

Na Lua minguante nesta fase os peixes ainda estão na parte mais rasa das águas, aproveitando o que resta da luz, período bom.


A PESCARIA EM ALTO MAR TEM SEUS SEGREDOS, COMEÇANDO PELA LUA;
A Lua e a previsão do tempo

- Quando a Lua nova mostra as pontas muito finas, coradas e resplandecentes, isso significa tempestades de vento.
- Ventos muito fortes estão previstos quando a Lua cheia apresenta, a sua volta, um círculo com manchas ou com nuvens.
- Quando a Lua surge amarela e traz um círculo roxo, haverá tempestade, pedras e raios.
- Quando as estrelas parecem maiores do que de costume, teremos tormentas ao terceiro dia.
- Quando, ao pôr do Sol, aparecerem nuvens muito vermelhas, é sinal de ventos. E, se as nuvens se estenderem para o sul, também haverá chuvas.
- Quando o Sol aparece como que côncavo, vem tempestade com aguaceiro.
- Se chove ao pôr do Sol, pode vir tempestade de vento no dia seguinte.
- Quando, pela manhã, o Sol se apresenta vermelho, significa que haverá ventos secos em breve.
- Quando as andorinhas voam muito baixo, com as asas quase roçando o solo, ou a água, é sinal de ventos fortíssimos.
- Quando as moscas se ajuntam ao Sol, significa que vai chover.
- É sinal de tempestade quando as vacas cheiram a terra e depois levantem a cabeça para o céu.
- Vem tempestade quando os carneiros e as ovelhas dão topadas uns nos outros e levantam a cabeça para o céu.
- Tempestades estão chegando quando a espuma do mar se espalha por cima das águas em vários lugares.
- É sinal de tormenta quando temos a impressão de que as nuvens se põem nas alturas dos montes.
- Quando os sinos retinem mais do que de costume, é sinal de ventos úmidos.
- Quando as aves aquáticas fogem do mar para a terra, é tempestade e chuvas chegando.
- Quando o Sol se põe muito resplandecente e com manchas azuis e verdes, significa tempestade com aguaceiro e ventos.
Perguntas mais freqüentes



O que eu devo saber para fazer uma boa pescaria no mar?

Pescar no mar não é a mesma coisa que pescar em um rio ou represa. As diferenças também não são simples como somente o tipo de água e de peixes. A pesca em água salgada requer uma série de conhecimentos sobre os fenômenos da natureza (climáticos, gravitacionais, etc), bem como profundo conhecimento de navegação. Mas não se preocupe se você não tiver todo esse conhecimento. Basta contratar os serviços de um bom guia de pesca, afinal de contas, ninguém pode ser bom em tudo; cada qual no seu ramo de atividade.



Que fatores naturais e físicos influenciam na pesca marítima?

O mar sofre influência de fatores naturais como correntes de vento, correntes marítimas, temperatura do ar e da água, e fatores físico-gravitacionais como as marés, ligadas diretamente ao movimento do Sol e da Lua. Pela sua enorme extensão, o mar está sujeito a que ocorram vários desses fenômenos ao mesmo tempo, que irão influenciar as suas condições em locais distantes das fontes dos fenômenos.

Assim, um furacão que atinge a América Central poderá influenciar a costa norte Brasileira, fazendo com que aumente o comprimento e a freqüência das ondas que chegam até essa localidade, como também é possível que, num tranqüilo dia de pouco vento em Santos, termos ondas mais altas sem um motivo aparente, pois o centro do fenômeno encontra-se a centenas de quilômetros longe dali.



Qual a importância do guia de pesca perante esse quadro?

O bom guia de pesca, além de possuir embarcação apropriada com condições de “enfrentar” uma situação adversa de mar, também deve ter profundo conhecimento de navegação e condições meteorológicas, para que não seja surpreendido por um temporal.

Esses são os requisitos mínimos para que se realize uma pescaria com segurança, que é o mais importante. Também é importante salientar que além dos aspectos relativos a navegação, também diferenciamos um guia de outro pela sua experiência profissional como guia turístico de pesca o que inclui o conhecimento das espécies de peixes mais procuradas, incluindo seus hábitos comportamentais (alimentação, habitat, etc), o conhecimento dos melhores pontos para pesca e o seu “feeling”natural, ou seja, seu dom de acertar o pesqueiro certo no horário certo para que se tenha o máximo de produtividade possível durante uma pescaria. Parece simples mas é muito raro a gente encontrar esse tipo de guia.



O que é uma embarcação apropriada?

Uma embarcação apropriada para pesca em alto mar, é, sem duvida nenhuma, aquela que é construída para navegar em alto mar. Parece brincadeira mas tem muito mau profissional utilizando embarcações impróprias para a navegação marítima, pondo em risco a vida de seus passageiros.

Uma construção apropriada e mais robusta, como a espessura e a qualidade da madeira utilizada, o seu projeto hidrodinâmico com flutuação positiva ,ou seja, mesmo que seu convés seja invadido por grandes ondas, a água escorre para fora do barco sem nenhuma conseqüência para a navegação segura,muito diferente das escunas que são projetadas para passeios em águas abrigadas. Outros fatores muito importantes são a manutenção preventiva, possuir um bom sistema de comunicação (pelo menos 2 rádios — um VHF e um PX — ecobatímetro, bússola, GPS, e todos os equipamentos de segurança exigidos pela capitania dos portos.



Qual a formação que um guia deve ter para ser classificado como um bom “comandante”?

Sem dúvida, Mestre Arrais profissional é o mínimo requerido para transporte de passageiros e fretamento profissional. A habilitação a Mestre Amador não permite que se conduza embarcação para fins comerciais, como o caso de fretamento para passeio e turismo de pesca. O Mestre Arrais profissional possui uma formação mais ampla e com mais experiência, com pelo menos dois anos de embarque como marinheiro de pesca profissional, e só depois um curso intensivo de, no mínimo, 6 meses na marinha do Brasil, onde aprende código Morse, Ripeam (regulamento internacional para evitar abalroamento no mar), mecânica de motores, primeiros socorros, combate a incêndio, legislação marítima , além da parte de navegação por instrumentos (eletrônicos e tradicionais).

Bastaria você se perguntar para qual “Mestre” você entregaria a sua vida, o amador ou o profissional.



E qual o conhecimento que ele deve ter para ser um bom guia de pesca?

Como você já viu, ser um guia de pesca de alto mar exige muito conhecimento, responsabilidade e dedicação. Além de ser o responsável pela segurança dos pescadores deverá ter habilidades extras para assegurar um completo sucesso na pescaria. Como em todas as profissões, sempre existirá o profissional que pela sua dedicação, conhecimento profundo e experiência se sobressairá aos demais. Se além disso possuir acentuado gosto pela profissão aliado ao “dom” de farejar os peixes, certamente sua pescaria estará em excelentes mãos.

Um comentário:

ROBERTO BRANDÃO disse...

ARROGÂNCIA
Posted on 9th janeiro 2010 in Uncategorized

O diálogo abaixo é verídico, e foi travado em outubro de 1995 entre um navio da Marinha Norte Americana e as autoridades costeiras do Canadá, próximo ao litoral de Newfoundland.
Os americanos começaram na maciota:

- Favor alterar seu curso 15 graus para norte
para evitar colisão com nossa embarcação.

Os canadenses responderam de pronto:
- Recomendo mudar o SEU curso 15 graus para sul.

O americano ficou mordido:
- Aqui é o capitão de um navio da Marinha Americana.
Repito, mude o SEU curso.

Mas o canadense insistiu:
- Não. Mude o SEU curso atual

O negócio começou a ficar feio. O capitão americano
berrou ao microfone:
- ESTE É O PORTA-AVIÕES USS LINCOLN, O SEGUNDO MAIOR
NAVIO DA FROTA AMERICANA NO ATLÂNTICO. ESTAMOS
ACOMPANHADOS DE TRÊS DESTROYERS, TRÊS FRAGATAS E
NUMEROSOS NAVIOS DE SUPORTE. EU EXIJO QUE VOCÊS
MUDEM SEU CURSO 15 GRAUS PARA NORTE,
OU ENTÃO TOMAREMOS CONTRAMEDIDAS PARA
GARANTIR A SEGURANÇA DO NAVIO.

E o canadense respondeu:
- Aqui é um farol, câmbio!

Às vezes a nossa arrogância nos faz cegos…
quantas vezes criticamos a ação dos outros,
quantas vezes exigimos mudanças de comportamento
nas pessoas que vivem perto de nós quando na verdade
nós é que deveríamos mudar o nosso rumo…