13 de janeiro de 2013

roubo de Motocicletas em São Paulo Brasil.

http://youtu.be/9llFGJej4os Brasil, um país que anda cada vez mais sobre duas rodas. E a prova está nos números. A frota brasileira de motocicletas já passa dos 18 milhões. Somente São Paulo e Minas Gerais tem mais população que esse número. Todos os outros Estados não chegam nem perto disso. Um dado que aponta bem o peso das motos no transporte nacional. O problema é que, com tanta moto, aumentam também os índices de criminalidade. Os roubos e furtos de motocicletas subiram quase 30% somente no último ano. A ponto de muitas seguradoras se recusarem a fazer cobertura de motos. E as que fazem chegam a cobrar metade do valor do veículo. Não é a toa que apenas uma em cada seis motos tem seguro. É esse cenário de expansão do número de motos nas ruas e do aumento da criminalidade sobre duas rodas que Marcelo Rezende investiga no Repórter Record desta semana. Você vai acompanhar que a maioria dos crimes praticados com o emprego da moto são realizados por jovens entre 20 e 30 anos. Crimes praticados quase sempre de forma violenta, com abordagem de surpresa, com o uso de arma de fogo e ainda de escapada em alta velocidade. Se a moto facilita o deslocamento nos congestionamentos, também ajuda os bandidos na hora de fugir da polícia. As perseguições são sempre em alta velocidade e muito perigosas. Um risco para as vítimas e também para pedestres e a população em geral. Você vai acompanhar de perto os flagrantes em que as nossas equipes registram todos os momentos da captura de assaltantes sobre duas rodas. Criminosos que usam veículos roubados para praticar crimes. Em outros casos, você vai se surpreender com a quantidade de jovens que circulam pelas ruas em motocicletas roubadas ou sem a documentação de registro. E ainda, os menores de idade que, mesmo conhecendo as leis de trânsito, insistem em pilotar motos sem autorização legal. Esses e muitos outros casos de crimes e irregularidades sobre motos, você vai acompanhar com Marcelo Rezende neste domingo (5), no Repórter Record, logo depois do Domingo Espetacular. leia aqui:

Um comentário:

Anônimo disse...

Criminosos que usam veículos roubados para praticar crimes. Em outros casos, você vai se surpreender com a quantidade de jovens que circulam pelas ruas em motocicletas roubadas ou sem a documentação de registro. Peças roubadas são comercializadas nas bocas e na presença da policia que não podem proibir peças que são vendidas sem notas fiscais CADE A POLICIA CIVIL CADE AS AUTORIDADES